Sua camiseta já viajou mais do que você.

Antes mesmo de uma roupitcha nova chegar até as suas mãos, é muito provável que ela tenha rodado milhares de quilômetros pelo mundo. Talvez muito mais do que você já viajou ou pelo menos mais do que a média das pessoa costuma viajar.

Desde o desenho que pode ter sido feito na Itália, por exemplo, passando pelo algodão cultivado na Índia, a fibra fiada na China, o tecido lavado/alvejado/tingido nas Filipinas, a peça confeccionada na Guatemala, etiquetada nos Estados Unidos, vendida para o primeiro uso no Brasil e depois como lixo descartado para algum outro país, como a Uganda.

Esse processo todo traz uma série de impactos diretos no consumo de energia e emissão de gás carbônico na atmosfera. Mas hoje não vou escrever muito sobre esses impactos pra você aproveitar os próximos minutos vendo essa vídeo-reportagem. Ela mostra toda a trajetória por trás da produção de uma simples camiseta.

Na minha opinião eles mostraram um lado mais "limpo" da produção. Mas deve ser difícil alguma marca que faz as coisas de forma irregular abrir as portas pra esse projeto. De qualquer jeito, vale a pena ver pra se dar conta do caminho percorrido por um item que não é produzido localmente e tem muita terceirização envolvida.

+ Sobre a reportagem: 

Foi feita pela NPR, uma rádio independente americana, dentro do Planet Money. Um canal voltado a falar de economia mundial de forma divertida e fácil, que como eles mesmo dizem, seria como um amigo seu te contaria numa mesa de bar.

O projeto foi financiado de forma coletiva através do Kickstarter e inspirado no livro "The Travels of a T-Shirt in the Global Economy", da economista Pietra Rivoli (que inclusive foi contratada para ser conselheira no projeto).

-- post escrito com carinho por Mari Pelli.