Por que se preocupar com as roupas?

O setor têxtil e de vestimentas é o 2º de maior consumo no mundo, atrás somente do setor de alimentos (que está ligado com a nossa sobrevivência de forma mais direta). Aproximadamente uma a cada 6 pessoas no mundo trabalha para a indústria têxtil.* E  mesmo que você não dê a mínima importância para as suas roupas, uma coisa é fato: se você está lendo esse texto, você se veste todos os dias.

Se considerarmos todos os recursos e processos envolvidos na produção de roupas - matéria prima, transporte, embalagem, mão de obra - vamos perceber que o custo de manter uma relação descartável com as roupas é muito alto: para nós, para os envolvidos na cadeia e para a natureza.

Além disso, nossas roupas acabam sendo nossa segunda pele. Estão entre a gente e o mundo. Tecidos que cobrem, protegem, delimitam, mostram ou escondem nosso corpo. Por isso eu acredito tanto que buscar ter uma vida mais harmônica passa por trazer pra mais perto do corpo essa questão.

Nos vestir de forma mais coerente com o que a gente acredita pro mundo, e não com a última tendência, é uma boa oportunidade para transformar um pouco a realidade ao nosso redor.

*fonte dos dados: livro Moda Ética para um Futuro Sustentável, da Elena Salcedo.

-- post escrito com carinho por Mari Pelli.